Alerta de Golpes

Segurança

Com o aumento do uso da Internet e do correio eletrônico (e-mail), tornou-se grande o número de pessoas mal-intencionadas que tentam utilizar esses meios para realizar fraudes. Por isso, a informação é a melhor maneira de se prevenir contra estes tipos de ações.

FBI e PF investigam fraude em boletos

A Polícia Federal e o FBI investigam uma fraude internacional que envolveu muitos casos de boletos bancários falsos e computadores infectados por vírus, principalmente no Brasil.

Conhecida como “gangue do boleto” ela opera via internet dos EUA e se conecta aos computadores por um vírus. Uma vez infectados, os computadores são monitorados à distância. Toda vez que um código de boleto é digitado ou identificado, a quadrilha intercepta o pagamento e desvia para suas contas.

Normalmente a “gangue” envia um vírus batizado de “Bolware” por e-mail para internautas com mensagens de supostas cobranças ou do tipo “veja nossas fotos”. Ao clicar nos arquivos, o usuário permite a instalação do vírus.

Fonte : Folha de São Paulo
 

Alteração de boletos gerados on-line.

Tem-se notícia que por meio de uma extensão instalada no navegador Google Chrome, os "cibercriminosos" conseguem alterar os boletos on-line. Uma vez alterado, o valor pago é transferido para uma conta bancária diferente da conta do destinatário legítimo.

A extensão estava hospedada na loja oficial do Google, a Chrome Web Store, disfarçada como bônus de 100 minutos para usuários do serviço Skype to Go.

O Google já tomou providências retirando os itens maliciosos da loja, porém, é importante tomar muito cuidado com esses aplicativos.

Caso você seja usuário do Google Chrome, ao instalar qualquer extensão, tome os cuidados necessários e observe todos as providências que vem sido tomadas pela Google nesse sentido.

Verifique as permissões solicitadas antes de instalá-la e negue caso haja um pedido de acesso a todos os seus dados.

Em caso de dúvidas sobre o real pagamento do seu boleto envie uma mensagem via Fale Conosco. Se preferir, você também pode entrar em contato com a nossa Central de Relacionamento com Clientes (CRC) pelo telefone 0800 770 1936. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 8 h às 20 h, e sábados das 8 h às 14 h. 

Emissão de boletos falsos

Uma nova modalidade de golpe surgiu no mercado financeiro: a emissão de segunda via de boleto bancário.

Por meio de sites de buscas na internet o cliente é direcionado a sites de estelionatários. Ao solicitar a emissão da segunda via do boleto, esses sites geram um boleto falso. Ao efetuar o pagamento pelo boleto falso, o valor é creditado na conta corrente desses estelionatários, que rapidamente se apropriam dos valores.

A Volkswagen Financial Services alerta: fique atento para não cair em armadilhas!

Caso queira emitir a segunda via de seu boleto bancário, siga as orientações abaixo:

  • clientes com contrato de CDC ou cota de Consórcio: acessar a área “Acesso do Cliente” deste site. Clique aqui.
  • clientes de BNDES Finame: clique aqui.
  • clientes de Leasing e Finame Leasing: envie uma mensagem via Fale Conosco. Clique aqui.
     

Em caso de dúvidas envie uma mensagem via Fale Conosco. Se preferir, você também pode entrar em contato com a nossa Central de Relacionamento com Clientes (CRC) pelo 0800 770 1936. O horário de atendimento é: de segunda a sexta-feira das 8 h às 20 h, e sábados das 8 h às 14 h.

Golpe do financiamento

Após os golpes no consórcio, uma nova modalidade de crime vem predominando no mercado de automóveis: o golpe no financiamento, com a indevida apropriação da marca Banco Volkswagen.

O esquema dos golpistas é o mesmo utilizado no consórcio. Anúncios na internet e nos classificados de jornais com ofertas mirabolantes e um número de telefone celular.

Ao ligar, o interessado é aconselhado por uma mensagem gravada a deixar um número para contato. Minutos depois, um falso representante do Banco Volkswagen se comunica com o futuro cliente, confirmando o anúncio do jornal: empréstimo a juros baixíssimos!

Após o preenchimento de um formulário e com uma rápida análise do cadastro do interessado - por fax, e às vezes sem ao menos solicitar o comprovante de renda -, o golpista confirma o empréstimo da quantia requerida. Antes, no entanto, a vítima é orientada a fazer o depósito de 10% desse valor ou de R$ 1.500,00 em determinada conta corrente. Os golpistas alegam que essa quantia é uma parcela do próprio financiamento. Em outros casos, para tranquilizar a vítima, dizem que os valores pagos serão reembolsados após a liberação do financiamento. A conta informada para depósito do dinheiro sequer é do banco.

Se o cliente exige alguma documentação, o falso representante do Banco Volkswagen emite, também por fax, notas e provas falsificadas com o logotipo da empresa. Tudo em vão. Feito o depósito, o golpista desaparece junto com o dinheiro depositado.

Através da Internet, o golpe é praticamente o mesmo. O internauta acessa um serviço de classificados on-line de veículos, seleciona o carro de seu interesse e a forma de pagamento. Depois disso, envia seus dados para que o anunciante entre em contato. Em seguida, o consumidor recebe a ligação de uma pessoa que se diz funcionário da Volkswagen Financial Services ou da Volkswagen do Brasil. A partir daí, a história se repete. O golpista envia, via fax, uma ficha cadastral em papel timbrado com a logomarca da empresa e solicita que seja feito o depósito da entrada. Na teoria, o carro deveria ser entregue na concessionária mais próxima da residência do cliente, logo após o depósito. Mas isso não acontece.

É importante ressaltar que o Banco Volkswagen não envia e-mails não solicitados aos seus clientes e não autoriza qualquer parceiro comercial a fazê-lo em seu nome.

Caso receba e-mails não solicitados, contendo atalhos para o site do Banco Volkswagen, arquivos anexos de qualquer tipo ou formulários de cadastro, ainda que com aparência autêntica, não abra em hipótese alguma. Apague definitivamente todos esses e-mails de seu computador.

Fique atento! Caso deseje adquirir um plano de financiamento, leasing, consórcio ou seguro de veículos, dirija-se a uma Concessionária Volkswagen autorizada. Além disso, o Banco Volkswagen só financia veículos, peças e serviços. Não fazemos operações de crédito pessoal.

Em caso de dúvida, desconfie. A única arma para não cair na mão desses golpistas é a informação. Alerte seus amigos e familiares para que não sejam vítimas dessa farsa.

Facebook
Twitter
Google+